Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES

Home
Home

Autor do Site
Autor del Sitio

Crônicas
Crónicas

Contos e Poemas
Cuentos y poemas

Artigos
Artículos

Escritores e Artistas
Escritores y Artistas

Índice
Índice

Links
Links

Contato
Contacto

Correio dos Leitores
Correo de los Lectores

Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES
Crônicas
Crónicas
Uma canção e a Revolução dos Cravos - Carlos Marchi

25/04/2021




Uma canção e a Revolução dos Cravos 

Por Carlos Marchi **

Estava eu a cobrir (perceberam o sotaque luso?) o Festival Internacional da Canção de 1972. Fiquei amigo do representante português, um tal de Zeca Afonso, que usava cabelos curtinhos num universo de cabeludos.

No dia da apresentação, Afonso me contou que partes de sua canção tinham sido censuradas - ele cantaria em português. Chamava-se "A Morte Saiu à Rua" e relatava o assassinato, pela Pide, do pintor José Dias Coelho, em dezembro de 1961. 

Afonso, trocou os versos proibidos ali, ao lado do palco, e resolveu cantar só com violão, uma temeridade num Maracanãzinho lotado.

Quando começou a cantar, um lado dos alto-falantes foi desligado; microfonias perversas completaram o quadro.
Ninguém conseguia ouvi-lo, as vaias começaram e se tornaram massivas - ele mal conseguiu chegar ao fim. 

Quando saiu do palco. o encontrei nos bastidores. Lamentava-se: "Foi terrível! Saí de uma ditadura e sou esmagado por outra!"

Tentando consolá-lo, eu lhe disse: "Quem sabe vocês não saem da ditadura antes de nós?"

Dois anos após, em 25 de abril de 1974, há exatos 47 anos, a Revolução dos Cravos derrubou a ditadura salazarista.
A senha para deflagrar a Revolução foi ouvir, pela Rádio Renascença, a canção "Grandola, Vila Morena"De Zeca Afonso.

Por isso, todo 25 de abril abro o YouTube e ouço "Grandola, Vila Morena". Ou "murena", como dizem os patrícios. ­

** Carlos Marchi, premiado escritor e jornalista. Autor de Senhor Republica e Aquele Imenso Mar de Liberdade
Imagem da Revolução dos Cravos - Todo Materia


[ VOLTAR ]
Textos protegidos por Copyright - Guillermo Piernes 2021