Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES

Home
Home

Autor do Site
Autor del Sitio

Crônicas
Crónicas

Contos e Poemas
Cuentos y poemas

Artigos
Artículos

Escritores e Artistas
Escritores y Artistas

Índice
Índice

Links
Links

Contato
Contacto

Correio dos Leitores
Correo de los Lectores

Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES
Contos e Poemas
Cuentos y Poemas
Nunca fomos dois (Poema) - Patricia Sopranzetti

11/07/2020




- Poema de Patricia Sopranzetti * -

NUNCA FOMOS DOIS
Andava pela a vida procurando honra,
conhecimento, um bom coração.
Eu queria ser grande para transcender a vida
queria aprender
Tive certeza de que meus desejos não eram fantasia,
 não eram um erro:
aquele homem inteligente inacessível
me escolheu entre tanta gente !!!

Obrigado pelo fogo, Mestre, amigo;
obrigada pelo fogo, sempre sigo você!
Sua aluna aplicada, soldado fiel;
dos seus pensamentos e da própria vida analista cruel !!!

A magia nos cobriu, nós nos amávamos.
Fomo-nos fundindo como no coração
que entre o soldado e a dançarina forjou o fogão.
Rápido encarnamos todos os papéis,
Até compartilhamos a página infeliz de sermos pecadores!
Pagamos os preços que a vida impôs
e outros "de brinde", com certeza.

Mas a todo custo, ficamos com alguma coisa;
a felicidade imensa de andar de mãos dadas.
De afundar em todos os conhecimentos,
navegar juntos no mar dos sonhos.
De brindarmos sempre à mente ávida,
o cérebro inquieto, as pessoas boas.

Nós éramos o poder e a concreção.
Musas de crítica e admiração.
éramos talibãs desse grande amor!

Agora que tenho que seguir o caminho sem a sua companhia,
Eu te agradeçer Senhor, por me dar
a imensa honra de estar ao seu lado,
sob o olhar dos seus olhos bons, sua eterna alegria,
seus afáveis modos de todos os dias.

Sem pressa na vida ... sem pressa na morte,
Confiando ao destino e a Deus nossa sorte.

Disse-me uma tarde - no final da estrada -.
"Deu-me muita paz lembrar a história da que tanto gosto,
onde São Francisco rejeita um cajado
que é inútil sem Deus ao seu lado.
Eu sou aquele homem, Ele vem comigo.
E se eu não voltar, não estarei perdido.
Tenha certeza,me levou com Ele !!!

Eu fico, eu fico, honrando esta vida
que vivemos juntos com tanta alegria.
Após esses anos de intensa fadiga,
de beijos calorosos, de risadas sonoras;
Eu tenho que dizer como naquele dia
Grata pelo fogo ... Grata, minha vida!
** Patricia Soprazetti: Rendeira de Sonhos. Mais em ESCRITORES
Imagem: La Pietá



[ VOLTAR ]
Textos protegidos por Copyright - Guillermo Piernes 2020