Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES

Home
Home

Autor do Site
Autor del Sitio

Crônicas
Crónicas

Contos e Poemas
Cuentos y poemas

Artigos
Artículos

Escritores e Artistas
Escritores y Artistas

Índice
Índice

Links
Links

Contato
Contacto

Correio dos Leitores
Correo de los Lectores

Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES
Artigos
Artículos
Profissão: Jornalista - Orlando Lizama

10/08/2020




Profissão

Por Orlando Lizama **

Quão enganados estão aqueles que acreditam que aposentar-se como jornalista é tornar-se um despojado, um inútil, alguém que não tem futuro!

Nada poderia estar mais longe da verdade. A partir do momento em que se caminha para o quartel de inverno, a liberdade começa. É então que se começa a escrever o que bem entender, se a escrita for o instrumento escolhido para informar.

Não há mais ligações de estilo, nenhum chefe dizendo a você o que fazer, como ou quando. Já se foram os mandamentos de quem, quando, como e onde governavam nossa conduta profissional em cada nota e que, se não os incluíssemos, significariam expulsão para o inferno.

Além disso, não teremos mais que seguir uma tendência ideológica ou partidária.

Nesta nova aventura não haverá mais horários ou dias de trabalho obrigatórios. Não teremos que fazer turnos noturnos ou penhorar nossos dias de fim de semana. Nem teremos que sair de casa em missão de informação para a qual existem horas livres ou descanso.

Durante nossa vida profissional também éramos amarrados a seções. Tem quem trabalhou no Esporte, outro na Sociedade, em Eventos, outro no Internacional, etc ... Mais de uma vez alguém dirá  - Eu gostaria de dar cobertura a essas informações, mas esse não é o meu campo de atuação - . Nunca mais.

Agora, para escrever sobre qualquer coisa, quando e como quiser.

O fim de uma profissão como o jornalismo não é um declínio total, mas uma bênção, especialmente agora que as redes sociais permitem que o que se escreve seja distribuído em todos os lugares, especialmente para colegas, amigos, familiares.

Esse é o outro aspecto feliz desta aposentadoria. O que se escreve não se dirige a um desconhecido, indiferente, aquele que pode descobrir os acontecimentos que descrevemos e esquecê-los imediatamente. Agora escreveremos para aqueles que sabemos vão nos ler, para que saboreando cada frase imaginem uma conversa com um colega, um irmão, um amigo.

Não colegas. Somos aposentados, mas não inúteis, somos fatores positivos em uma sociedade que precisa de nós mais do que nunca. Temos uma vida inteira de trabalho e experiências positivas que podemos passar para futuros jornalistas.

Vamos escrever sobre o que vem à mente quando sintamos cócegas nos dedos diante de um computador que nos chama a ser nós mesmos mais uma vez. Certamente teremos muitas coisas importantes a dizer, anedotas a contar, episódios a explicar e até fatos a revelar.

**Orlando Lizama, jornalista e escritor
Crédito Pintura: Matias Cobertt - IFC SC 


[ VOLTAR ]
Textos protegidos por Copyright - Guillermo Piernes 2020