Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES

Home
Home

Autor do Site
Autor del Sitio

Crônicas
Crónicas

Contos e Poemas
Cuentos y poemas

Artigos
Artículos

Escritores e Artistas
Escritores y Artistas

Índice
Índice

Links
Links

Contato
Contacto

Correio dos Leitores
Correo de los Lectores

Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES
Contos e Poemas
Cuentos y Poemas
Porcos voam - Rainer Pimstein

15/08/2020




Os porcos voam 

Por Rainer Pimstein **

No congresso de uma república estavam reunidos os mais ilustres representantes do povo, parecia mais uma discussão em um escritório de advocacia do que no principal corpo legislativo da república. Houve muitas discussões, mas os truques, caminhos tortos, voltas e mais voltas para convencer o resto, foram surpreendentes.

Um deputado estava decidido a mostrar que os pássaros eram azuis, outro deputado dizia que os pássaros eram verdes, então uma mulher pediu para falar, dizendo que os pássaros podiam ser de qualquer cor, que não dependia do pássaro, mas  do cristal pelo qual era olhado. Alguns riram maliciosamente desse esclarecimento. O deputado dos pássaros azuis insistiu nos seus motivos, dizendo: os pássaros são azuis porque enquanto voam o céu lhes dá a cor.

Outro representante afirmou: é verdade o que o meu colega fala porque uma vez que eu estava no campo vi uns passarinhos mortos e eram todos azuis e com pescoços tortos, as pessoas falavam que foi da contaminação com agroquímicos, sabe que isso é uma realidade hoje.

Outro deputado fez uma declaração categórica: os porcos voam e não é mentira. Naquele momento levantou-se um adversário dizendo: como é que os porcos vão voar?... cresci no campo e nunca vi um porco voar.

Sim voam - disse outro representante -  porque visitei uma indústria de abate de suínos, que os mantinha na grelha, quando uma corrente foi aplicada sobre eles, os porcos pularam, voaram e caíram em um grande tanque com vapor.

Outro deputado mais instruído disse que uma universidade, não se sabe se era europeia ou norte-americana, tinha feito um estudo científico sobre o voo deslumbrante dos porcos - Se trata de instituições de prestígio internacional, que fazem investigação há muitos anos. Com que autoridade podemos negar essa realidade?

Um dia o plenário do congresso discutia a morte de alguns cidadãos em uma passeata, um dos deputados, sem fundamento, disse: o governo os matou porque não queria que protestassem.

Na ocasião, um deputado ligado ao governo levantou-se dizendo: Foram mortos pelos grupos de oposição ao governo, porque querem criar o caos e não se importam em matar alguns dos seus para desacreditar o governo, porque mandam pelas redes sociais a foto dos mortos, culpando o governo, deixando-o como um governo assassino no mundo todo.

Outro deputado levantou-se, apoiando o primeiro, assumindo, sem qualquer verificação, que o que o seu colega havia dito era verdade, que o governo era o culpado e que deveriam pagar por todas as mortes que causaram. Que tinham que responder por todas as violações dos direitos humanos, que eram crimes que não prescreviam e que os culpados secariam na prisão.

Concluindo a sessão, outro deputado levantou-se, dizendo: A verdade morreu; Hoje todo mundo vive da mentira e a diz e espalha com tanta naturalidade como se fosse verdade. 

Os ricos dizem que seu capital foi ganho honestamente. Economistas do prêmio Nobel dizem que a pobreza vem da superpopulação, sem se referir ao intercâmbio desigual entre países ricos e pobres.  As instituições de crédito internacionais dão crédito, mas pedem cortes na saúde e na educação, dizendo que estão beneficiando esses países. Os empresários açucareiros afirmam que seu capital foi feito graças à sua gestão gerencial, sem se referir ao trabalho escravo, da África. 

Quem fez trabalho humanitário, entre os pobres e explorados, no mundo, é tratado como ditador, assassino, corrupto, traficante de drogas ... etc., então o bom aparece como mau e o verdadeiramente mau aparece como bom, quando os motivos pelos quais o bom é acusado não são cumpridos de forma alguma naqueles chamados verdadeiramente maus.
 
Os mocinhos são acusados de matar pessoas, devido à insegurança que prevalece em seus países em função da pobreza e das contradições econômicas, os bandidos não são considerados instigadores de guerras onde milhões morrem.

Com toda essa sequência de mentiras espalhadas pelo mundo, pode ser verdade que os porcos voem.

** Rainer Pimstein, engenheiro florestal, exprofessor da Universidade Los Llanos, Venezuela
Crédito: Crédito: Desenho Christine Grove - Imgur



[ VOLTAR ]
Textos protegidos por Copyright - Guillermo Piernes 2020