Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES

Home
Home

Autor do Site
Autor del Sitio

Crônicas
Crónicas

Contos e Poemas
Cuentos y poemas

Artigos
Artículos

Escritores e Artistas
Escritores y Artistas

Índice
Índice

Links
Links

Contato
Contacto

Correio dos Leitores
Correo de los Lectores

Guillermo Piernes
GUILLERMO PIERNES
Contos e Poemas
Cuentos y Poemas
Sozinha - Raineir Pimstein

27/12/2020




Sozinha
Por Rainer Pimstein*
Tenho 22 anos.

Moro em um cômodo que antes era usado para guardar material de limpeza, fica no telhado de um prédio de 4 andares. Ao lado dela está uma lavanderia. Quando eu lavo minhas roupas, eu olho para os outros prédios, quase não vejo gente. Bem ali, penduro minhas roupas em um arame.
Eu trabalho em uma imobiliária que fica a 5 quarteirões de distância. Eu ando de casa para o escritório sem dizer olá para ninguém. No escritório ocupo o meu canto e o dia todo transfiro as informações dos imóveis para o Dossiê Principal. Todo o dia escrevo: Localização, m2 de superfície; total e por quartos, número de banheiros, janelas, armários, etc; às vezes para terminar fico até as 8 da noite.
Os dias nublados parecem intermináveis para mim.
Meu almoço é um sanduíche com chá, que bebo em uma pedra plana no quintal do escritório. Todas as sextas-feiras, às 15 horas, sem demora, devemos informar ao supervisor o quanto conquistamos na semana, sempre ouvir suas mesmas palavras e repetir a mesma rotina na semana seguinte.
Tenho um colega que trabalha no correio, passa o dia carimbando envelopes, diz que chega em casa com o punho cansado. 

Um dia, à tarde, ele me disse: se quiser, eu te acompanho até sua casa; Está bom, respondi-lhe assim andamos por aí a falar bobagens.
Quando chegámos ao edifício do meu quarto, apesar da simplicidade da conversa, senti que precisava continuar na sua companhia e convidei-o para tomar um café; bem, respondeu. 
Depois de alguns segundos no elevador e mais alguns passos, entramos no meu quarto, coloquei o café e continuamos conversando; Eu disse para ele: e você não fica entediado de fazer a mesma coisa todos os dias, às vezes dá vontade de gritar bem alto,  ele respondeu, ninguém aqui vai te ouvir, eu dei só um grito ... "ME AME".
*Rainer Pimstein: engenheiro forestal, exprofessor universitário
Crédito: Pintura Edward Hooper -



[ VOLTAR ]
Textos protegidos por Copyright - Guillermo Piernes 2021